Aditamento Fies 2020: O que é? Como Funciona?

O Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior) é um programa do Ministério da Educação que visa ajudar os estudantes de Instituições Particulares em cursos de graduação a pagarem suas mensalidades através de um empréstimo que é cobrado somente depois que ele se forma.

Para se inscrever no Fies, a renda familiar bruta por pessoa deve ser de até 3 salários mínimos ou se enquadrar em outras modalidades com cobrança de juros maiores, participar da última edição do Enem, ter obtido 450 pontos da prova e não ter zerado na redação.

Aditamento Fies 2020 – O que é?

Aditamento Fies 2020 - O que é?

O aditamento Fies é uma espécie de renovação de contrato, cujo o estudante deve fazer todo o semestre. Ou seja, para manter o benefício, o aluno precisa comprovar ao programa que ainda está matriculado naquela instituição.

Nesse sentido, a palavra “aditar” significa “incluir, ou acrescentar”.

Todavia, o aluno não precisa se preocupar, pois se tiver qualquer dúvida, é só falar com o responsável pelo FIES na própria Universidade, ele fará a orientação de quando exatamente o procedimento deve ser feito.

[Leia aqui informações completas sobre SISFIES 2020!]

Como funciona o Aditamento Fies 2020?

Existem duas modalidades de aditamento, uma é o simplificado e a outra a não simplificado. Abaixo, confira as diferenças de cada um:

Aditamento simplificado:

Esse ocorre quando não há nenhuma alteração no contrato de financiamento, bem como restrição no cadastro do solicitante e atraso no pagamento da parcela trimestral.

Nesse caso, o aluno não terá trabalho, pois poderá fazer o aditamento do Fies todos os semestres na própria Universidade.

[Resultado FIES 2020: quando sai? Veja aqui!]

Aditamento não simplificado:

Essa modalidade acontece quando ocorre mudanças contratuais, restrição no cadastro do solicitante ou atraso na parcela de juros trimestral.

Esse é um pouco mais trabalhoso, pois o aluno deve se dirigir ao banco onde foi feito o financiamento e levar os seguintes documentos com as devidas cópias:

  • Documento de Identificação do aluno e também do fiador;
  • Comprovante de renda do fiador;
  • Comprovante de residência do aluno e do fiador;
  • Termo de concessão de bolsa parcial do PROUNI, caso o benefício foi concedido depois do último aditamento;
  • Certidão de casamento e documento de identificação do cônjuge, caso houve alteração de estado civil tanto do aluno como do fiador;
  • DRM – Documento de Regularidade da Matrícula.

[Como funciona o FIES 2020? Veja aqui o que mudou!]

 

O que acontece se o Aditamento Fies 2020 não for realizado?

O que acontece se o Aditamento Fies 2020 não for realizado?

Essa não é uma opção, mas, sim, uma obrigação. Todos os estudantes que possuem financiamentos pelo FIES devem fazer o aditamento em todos os semestres, caso contrário, não será dado continuidade no financiamento.

O contrato do Fies é cancelado logo na primeira ausência do aluno na apresentação do aditamento.

Outras situações que podem culminar no cancelamento do contrato do Fies são irregularidades no cadastro e atraso das parcelas trimestrais de juros do Fies.

[Leia aqui mais sobre como acessar o site do FIES 2020 e fique por dentro!]

Como funciona o pagamento do Fies?

O financiamento só é pago pelo aluno depois de um ano e meio de formado. É uma ajuda do Governo Federal para que o jovem consiga a sua formação profissional.

No entanto, o estudante tem suas responsabilidades, ele deve pagar uma quantia durante o curso que se refere aos juros do financiamento, eles são cobrados a cada 3 meses.

Além disso, existem várias modalidades de contrato, o aluno também pode financiar somente 50% do curso e pagar o restante. A base de cálculo do Fies é muito complexa, pois leva em conta fatores como a renda familiar e o comprometimento dessa para o pagamento da faculdade.

[Vagas remanescentes FIES 2020: como me inscrever?]

A taxa de juros também é variável conforme o tipo de contrato. Em famílias com renda até 3 salários mínimos, não tem cobrança de juros. A segunda modalidade que inclui famílias de até 5 salários são cobrados 3% de juros ao ano (voltadas a famílias do norte, nordeste e centro oeste) e no terceiro tipo de contrato, destinada a famílias com renda de até 5 salários por pessoa, os juros podem chegar a 6,5% ao ano.

Vale lembrar que o FIES pode ser cancelado a qualquer momento, para isso, o estudante deve acessar o site do programa e clicar em “encerramento”, basta seguir todos os procedimentos exigidos pelo sistema e pronto.

No entanto, a data para cancelamento vai da primeira quinzena do mês de Janeiro até a primeira quinze do mês de Maio correspondente ao primeiro semestre. No segundo, as datas ficam entre Julho e Novembro, sempre no primeira quinzena.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 5

Aditamento Fies 2020: O que é? Como Funciona?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *